Carta Aberta aos eleitores de Geraldo Alckmin

Estimo as melhoras ao Geraldo Alckmin, mas hoje eu quero conversar com os seus eleitores.

Todos os dias eu escuto a propaganda do seu candidato, o Alckmin, onde ele começa dizendo a mesma coisa: "Estimo as melhoras para o Jair Bolsonaro, mas hoje eu quero conversar com os seus eleitores...”

Em seguida a mensagem tenta passar a ideia de que, num segundo turno, o Bolsonaro perderia para Haddad, e o Brasil seria entregue novamente nas mãos do PT, mas que só ele, Alckmin, pode evitar isso "para o bem do Brasil".

Em primeiro lugar, se o Alckmin tivesse realmente algum amor pelo Brasil e medo do PT voltar, nem ele votaria em si próprio. Nem com toda propaganda do mundo o tucano consegue tirar votos do Bolsonaro, que tem o triplo de votos certos, enquanto ele, quando não está estagnado, cai.

Em segundo lugar, caro eleitor do Alckmin, o PT não vai voltar ao poder. O PT agora já está no poder.

O Brasil tem três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário, sendo este último o mais "sensível" deles, pois seus cargos não são eletivos e portanto não estão sujeitos a mudanças de quatro em quatro anos de acordo com a vontade popular. E justamente este Poder passou a ficar nas mãos do PT, a partir do momento que Dias Toffoli assumiu a presidência do STF (e CNJ), e passou a ser o chefe do Judiciário. Lembram quem estava na posse dele? O Favreto. Aquele ‘desembargadorzinho’ mequetrefe que tentou soltar o Lula.

Na base de apoio do Toffoli está a laia de Ministros ordinários, como Lewandowiski, Marco Aurélio Mello e Gilmar Mendes, além da indiscutivelmente contaminada OAB, que mais parece um seminário de marxistas, leninistas, maoistas, vigaristas e afins. Quem disse que o PT não está no poder? A subida de Toffoli foi uma oportunidade de tomada pelos flancos ou de comer pelas beiradas para atingir o centro do prato, tática que o PT conhece bem e até dá aula, porque suas ações são sempre dissimuladas.

"Ah... Mas o Toffoli votou pela manutenção da prisão do Lula" - Diriam alguns tontinhos desmiolados. É claro que votou! Não era a hora certa para fazer qualquer coisa! O Brasil não poderia colocá-lo sob suspeita, para que num futuro próximo ele e sua laia possam agir em favor do seu líder máximo e da seita à qual pertencem! Recuar um passo muitas vezes é avançar dez e isso é ensinado nos livros mais primários de estratégia.

Com tudo isso, o que teremos? Inúmeras tentativas de sabotar a Lava Jato e de estabelecer a impunidade como uma instituição perene.

Haddad, sendo eleito, faz maioria no Legislativo, pelo voto de legenda. Aí a porca torce o rabo de vez e o PT parte para a dominação que ele tanto quer, anistiando bandidos como Dirceu, Genuíno, Lula et caterva, perseguindo Juízes e Procuradores e manipulando a Polícia Federal. O caos e a corrupção estarão consolidados. E você, eleitor do Alckmin, vai ficar com cara de bunda, mas vai ser co-responsável por isso.

No momento o que precisamos é de um presidente que vá frear essa tentativa de dominação que o PT faz, assim como fazem os traficantes que sempre ficam na espreita planejando tomar a boca de fumo de um rival num ataque furtivo. E não é o Alckmin, mentiroso e apelativo quem vai fazer isso, e muito menos qualquer outro candidato que tenha discurso mole e adocicado, como Marina e Amoedo, ou até de aliança como Ciro Gomes. Quem hoje tem condições de fazer isso, goste você ou não, é o Bolsonaro.

E então, eleitor do Alckmin, você acha que patinando em 9% das pesquisas e sem conseguir aderência de votos, o seu candidato vai realmente conseguir frear o PT, como diz? Se você acredita tanto nas pesquisas citadas pelo SEU candidato, então não seria mais lógico agregar o seu voto ao Bolsonaro? Ou acha que quem tem 28% vai apoiar quem tem parcos 8 ou 9%? O mais forte segue o mais fraco, ou é o contrário?

Alckmin é mentiroso e sua propaganda sim é o que pode levar o PT a tomar o Executivo, isso se não se declarar um aliado no segundo turno, pois não há escrúpulos no PSDB, já acostumado às velhas políticas dos conchavos e acordos sombrios.

E quanto a você, eleitor do Alckmin, diante do quadro que estamos vivendo, não tenha medo do PT. Ele é um monstro mas não morde os da mesma espécie. Votando no Alckmin você estará apenas se revelando um petista, e o da pior espécie! Aquele com uma maquiagem que lhe dá nova aparência mas não muda a essência. Se quer realmente evitar que o PT domine os três poderes e transforme o país numa esbórnia, repense seu voto, ou feche a boca quando pensar em falar a palavra BRASIL.

Para finalizar eu quero justificar que, quando falei no início que estimo as melhoras do Alckmin, estava me referindo à grave patologia que o acomete, que lhe distorce o caráter, lhe ausenta de moral e o transforma em mais um psicopata político que apenas pensa no poder e não no Brasil. Apenas isso.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários

Notícias relacionadas