A confiabilidade que o IBOPE merece...

Ler na área do assinante

Duvido, faço pouco e não hesito em dizer que as pesquisas do IBOPE não são confiáveis nem idôneas. São números mentirosos. Ponho os dados apresentados sob absoluta suspeita.

E afirmo que não será surpresa alguma se Bolsonaro vencer as eleições já no 1º turno.

O IBOPE é uma empresa que a meu ver não é confiável, quer semear confusão e influenciar no resultado eleitoral montando um cenário para atrair o voto útil dos indecisos e do eleitorado menos esclarecido.

O percentual de Haddad é mentiroso.

Guardem esse texto e me cobrem depois.

Os índices do IBOPE são um escandaloso acinte, um insulto à inteligência, uma afronta à democracia, um desaforo com a opinião pública, um ultraje à dignidade do eleitor, um deboche histórico contra o povo brasileiro, uma provocação contra o dever de informar com isenção, uma agressão ao bom senso, uma apologia aos ímpios, uma maliciosa e obscura tentativa de intervenção na liberdade de escolha, uma incitação ao estelionato eleitoral.

Uma ameaça escancarada. Tem que ter fim!

Vai ter fim! Em data certa: 07/10/18.

Será nesse dia que mais essa farsa que emporcalha há anos o sistema político brasileiro será desmascarada.

Na história do Brasil só existiram 3 movimentos eleitorais de massa de magnitude avassaladora: a volta de Getúlio pelo voto em 1950; Lula em 2002; e, Bolsonaro em 2018.

Gostemos ou não, esses são os fatos!

Foto de Luiz Carlos Nemetz

Luiz Carlos Nemetz

Editorialista do Jornal da Cidade Online. Advogado membro do Conselho Gestor da Nemetz, Kuhnen, Dalmarco & Pamplona Novaes, professor, autor de obras na área do direito e literárias e conferencista. @LCNemetz

Ler comentários e comentar