Um recado para a musa do “EleNão”, aquela que recebeu R$ 1,5 milhão da Lei Rouanet

É muito fácil para uma corja de artistas disformes, desajustados sociais e dependentes da Lei Rouanet vir para as redes sociais com essa pregação de "ELE NÃO". Agora, parece muito mais fácil aos desmiolados, aos inconsequentes e sobretudo aos idiotas aderirem essa mais nova modinha do "ELE NÃO". Então, que tal nós discutirmos sobre isso e sobretudo você que comprou a ideia fazer com que o seu discurso mambembe seja utilizado na prática?

No Brasil muitos dos hospitais estão fechando leitos e sofrem com falta de equipamentos, submetendo os pacientes a longas esperas (como se as doenças esperassem!) e muitos deles morrem sem o atendimento necessário. Enquanto isso, a Daniela Mercury, "musa do ele não" recebeu pela Lei Rouanet R$ 1,5 milhão de reais, assim como vários dos artistas do "ELE NÃO" também receberam, e valores até maiores que esses..

Então... Não é hora de fazer o teu discurso ter coerência?

Quando você tiver um filho, um irmão ou um parente qualquer precisando de um tratamento ou uma intervenção cirúrgica e não conseguir, faça o seguinte: Leve ele para um show da Daniela Mercury que ele vai sair de lá curado! Se precisar de medicamentos, que também faltam por falta de verbas, dê um disco do Plablo Vittar, da Anitta ou de qualquer outro parasita! Remédio pra quê? Você não comprou a ideia? Então sabe bem o que fazer com ela... Mas posso sugerir se quiser.

Os atores e atrizes da Rede Globo estão fazendo uma cerrada campanha do ELE NÃO. Pois é... A Globo para pagar essa gente tem recebido bilhões de reais do Governo Federal, pelas propagandas oficiais não é?.Ah... Mas o "ELE NÃO" vai fechar essa torneira (cachoeira, na verdade) e tem um monte de gente com medo de perder a boquinha e está gritando ELE NÃO.

Enquanto isso, nossas estradas estão cada vez mais destruídas, sem segurança, e milhares de pessoas morrem todos os anos em acidentes pela falta de manutenção nas nossas rodovias. Esse dinheiro recebido pela Globo bem que daria para recuperar a nossa malha viária...

Então, faça o seguinte: Quando um parente seu, um amigo ou até você mesmo tiver um carro destruído num acidente, vá lá para a porta da Globo e peça para consertarem o carro, quiçá trazer de volta à vida alguém que você tenha perdido! Seja coerente, Zé, Ele Não!

Só em 2017 o governo liberou R$ 1.372.625 reais em verbas para a Parada Gay, através da Lei Rouanet, fora as doações da Caixa Econômica e etc. Enquanto isso, polícias do Brasil inteiro estão mal armadas e muitas delas com viaturas caindo aos pedaços por falta de verbas. O "ELE NÃO" disse que vai priorizar a segurança pública e vai cortar verbas desse tipo de evento. Ah... Mas "ELE NÃO"? Então faça o seguinte: Quando você for assaltado, em vez de chamar a polícia, coloque uma tanguinha, enfie uma pena de pavão no traseiro, encha seu corpo de óleo e purpurina, suba num trio elétrico e rebole por seis horas seguidas. Acredito que os ladrões vão ser presos com isso e seus bens serão devolvidos.

O Partido dos Trabalhadores que essa gente do "ELE NÃO" idolatra, perdoou dívidas de países dominados por ditaduras socialistas e cortou verbas da Educação, deixando muitas universidades na mais completa penúria, sem dinheiro para pesquisas e precisando até de obras estruturais. - as mesmas cheias de doutrinadores desonestos que nunca deveriam protestar por baixos salários, mas protestam.

Então, quando um filho seu estiver na universidade e ficar sem aula por causa disso, não reclame do governo! Peça ao Chico Buarque para compor uma música ou a Anitta para rebolar, e quem sabe o seu filho assim vai conseguir estudar e receber um diploma.

O "ELE NÃO" só quer estabelecer as prioridades, em vez de fazer propaganda de governo e financiar desajustados e maconheiros, com o meu, o seu e com o nosso dinheiro.

Quando você precisar de um supositório que seja, e o governo não tiver pra te dar, aí sim você pode fazer do seu discurso algo coerente: Pegue o seu ELE NÃO, faça um bastãozinho e... Você sabe o que fazer... Foram 14 anos fazendo isso direto, ninguém precisa te ensinar porque nesse tempo todo você já deve ter até se acostumado. E no governo Dilma chegou a colocar pra dentro uma mandioca, posteriormente devidamente saudada pela sua "presidenta".

"Ele não". "Ele realmente não" quer fazer um Brasil para pessoas como você. Quer fazer pra quem presta, tem decência e para quem merece um Brasil melhor.

Siga-nos no Twitter!

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários