Haddad deixou a prefeitura de São Paulo na condição de “O pior prefeito do Brasil”

Fernando Haddad, o poste de Lula, teve uma gestão considerada desastrosa à frente da prefeitura de São Paulo.

Trata-se da única experiência do petista a frente do Executivo. O PT investiu pesado em sua eleição, ele teve todo o apoio do Governo Federal, mas se revelou um gestor medíocre.

Hoje, na condição de "poste", se revela uma pessoa humana medíocre, desprezível.

O seu desempenho na tentativa de reeleição traduziu-se numa demonstração inequívoca de seu estrondoso fracasso.

Pesquisas de opinião pública realizadas revelaram Haddad como “o pior prefeito do Brasil”.

Recentemente, entrevistado no Jornal Nacional e questionado sobre o seu fracasso em 2016, derrotado de maneira humilhante pelo tucano João Dória Júnior, o “poste” tentou minimizar, atribuindo ao momento em que vivia o país, totalmente desfavorável ao PT.

Não é verdade. Atualmente, o desempenho de Haddad nas pesquisas na cidade em que administrou é pífio.

Fica a nítida impressão de que quem conhece o Haddad, não vota no Haddad.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Otto Dantas

Comentários

Notícias relacionadas