Educação e Transformação Social

Quando pensamos a educação como instrumento de redenção da sociedade, temos por objetivo principal a manutenção e a conservação da sociedade como um todo, integrando harmonicamente os indivíduos ao organismo social já existente.
A educação funciona como um fator quase que externo da sociedade, algo de limítrofe entre relações que são ou não permitidas, pois acaba sendo um fator de equilíbrio e de ordenamento da mesma, não só permanente, como simultâneo. Tendo a adaptação do indivíduo à sociedade como seu objetivo mais básico e fundamental, funcionaria como fator de redenção da sociedade, através das suas formas mais puras de relação e de sinergia entre os indivíduos do conjunto social.
Outro aspecto a ser considerado, apresenta a educação como fator de reprodução da sociedade: A base de sustentação é o fato de que a educação faz parte da sociedade e sendo parte dela a sociedade a reproduz, como a si próprio, sendo algo inerente à sociedade e voltada para a mesma em seu objetivo e existência. Funciona como fator de distorção dos desvios sociais e das condutas a serem traçadas. 
Assim como a educação é um fator de reprodução da sociedade, a sociedade é um fator reprodutor da educação, pois quanto mais à busca e a consome, mais a dissemina.
Pensar a educação como fator de transformação da sociedade, implica em buscar compreender como ela se insere no contexto de transformação social, de que forma a conscientização interfere e catalisa movimentos geradores de mudança. Desta forma, podemos interpretar, por exemplo, que a educação funciona como um caminho para a realização de um objetivo. Um só caminho.
Só mesmo a Educação ampla, irrestrita e de qualidade, a partir do nascimento de cada brasileiro, poderá mudar a cara deste país. Com uma rede gratuita de creches (não depósitos de crianças) para filhos de pais carentes e mães solteiras. E escolas públicas de qualidade. Isso significa mudar de verdade, e não remendar, maquiar estatísticas, impressionar com números de matrículas ou com porcentagens que iludem mais do que explicam.
Na próxima década, o país precisa tornar a educação uma obsessão nacional para se destacar no mundo. Analisando a educação como mola propulsora dos movimentos sociais, é possível perceber os projetos nela existentes, sejam eles conservador ou transformador.
A educação, portanto, vem como meio de conscientização, de análise critica da sociedade e da sua construção e função como sociedade.
Pio Barbosa

                https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

Pio Barbosa Neto

Articulista. Consultor legislativo da Assembleia Legislativa do Ceará

Siga-nos no Twitter!

Mais de Pio Barbosa Neto

Comentários

Notícias relacionadas