Justiça obriga Lindbergh a "fazer campanha" para filho de Bolsonaro

A situação fica cada vez mais complicada para o senador Lindbergh Farias.

Tudo indica que perderá a eleição e ficará sem mandato e, o que é pior para ele, sem o malfadado foro privilegiado.

Em desvantagem na corrida para o senado, atrás de Cesar Maia e Flávio Bolsonaro, Lindinho acaba de ser obrigado pela Justiça Eleitoral a fazer ‘campanha’ para o adversário em seu Twitter.

Ocorre que Flávio exigiu direito de resposta a uma acusação feita pelo petista, que lhe agrediu taxando-o de “machista, racista e homofóbico”.

Decisão judicial acaba de determinar que Lindbergh retire imediatamente a postagem e que divulgue a resposta do ofendido “por tempo não inferior ao dobro em que esteve disponível a mensagem considerada ofensiva” – e, determinou ainda que Lindbergh deverá “empregar nessa divulgação o mesmo impulsionamento de conteúdo”, o “mesmo veículo, espaço, local, horário, página eletrônica, tamanho, caracteres e outros elementos de realce usados na ofensa”.

Assim, na reta final, Flávio Bolsonaro terá espaço privilegiado nas redes sociais do petista para divulgar as suas mensagens.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Leia mais...

Mais em Política