Justiça obriga Lindbergh a "fazer campanha" para filho de Bolsonaro

A situação fica cada vez mais complicada para o senador Lindbergh Farias.

Tudo indica que perderá a eleição e ficará sem mandato e, o que é pior para ele, sem o malfadado foro privilegiado.

Em desvantagem na corrida para o senado, atrás de Cesar Maia e Flávio Bolsonaro, Lindinho acaba de ser obrigado pela Justiça Eleitoral a fazer ‘campanha’ para o adversário em seu Twitter.

Ocorre que Flávio exigiu direito de resposta a uma acusação feita pelo petista, que lhe agrediu taxando-o de “machista, racista e homofóbico”.

Decisão judicial acaba de determinar que Lindbergh retire imediatamente a postagem e que divulgue a resposta do ofendido “por tempo não inferior ao dobro em que esteve disponível a mensagem considerada ofensiva” – e, determinou ainda que Lindbergh deverá “empregar nessa divulgação o mesmo impulsionamento de conteúdo”, o “mesmo veículo, espaço, local, horário, página eletrônica, tamanho, caracteres e outros elementos de realce usados na ofensa”.

Assim, na reta final, Flávio Bolsonaro terá espaço privilegiado nas redes sociais do petista para divulgar as suas mensagens.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política