Advogado de Lula deve ser condenado ainda este ano e preso em 2019

O Ministério Público Federal nas alegações finais do processo que investiga a compra de um terreno para o Instituto Lula e que envolve ainda um apartamento em São Bernardo do Campo, reiterou o pedido de condenação de Roberto Teixeira, advogado de Lula, sogro e sócio do abobalhado Cristiano Zanin.

O envolvimento do advogado na prática criminosa em conluio com o cliente representa o nível execrável de degradação que chegou a Organização Criminosa comandada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Fica a nítida sensação de que todos se locupletaram, indistintamente. Até o advogado entrou no mundo do crime. É o que se deduz.

A mesma ação pede também que seja decretado o perdimento do apartamento 121, vizinho ao duplex onde Lula 'morava' em São Bernardo.

O MPF pede ainda a restituição aos cofres públicos da propina paga pela Construtora Odebrecht. A bagatela de R$ 75 milhões.

Lula e Teixeira fatalmente serão condenados ainda este ano. A provável confirmação da sentença pelo TRF-4 deve se dar em 2019.

É questão de tempo para que o próprio advogado de Lula também seja recolhido ao xilindró.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Otto Dantas

Comentários

Notícias relacionadas