O resgate da pátria que jamais será “vermelha”

Já vivi bastante. E nunca havia visto, nem imaginado o Brasil tão unido em torno de uma causa. Nunca vi tanta luta. E o motivo dessa convergência, foi a sincera e maciça intensão de fazer uma limpeza política no país.

A retomada dos conceitos da ética, da moral, do espírito público, do ideal de servir.

A convergência de interesses entre pobres e ricos, estudantes e doutores, trabalhadores e empresários, no campo e nas cidades.

De todas as matizes e de todos os gêneros. De todas as idades e de todos os setores e classes sociais.

Um movimento que teve a adesão ecumênica (católicos, evangélicos de todas as correntes), e inter-religioso.

Em todos os Estados da Federação. Um movimento que se transformou num vínculo forte, firme, coerente e conciso.

Um laço verde e amarelo que tomou o Brasil inteiro em torno de um objetivo comum: extirpar do poder uma camarilha que tomou conta do Estado.
Reagir para impedir a continuidade delitiva engendrada por um partido político - o PT e todos os demais que lhe são ou foram aliados, que aparelharam as estruturas de todos os poderes para pilhar os cofres públicos com o fim de fazer caixa para implantar um regime socialista nas Américas.

Foram pegos no último degrau da escada que construíram sem escrúpulos, sem pudores e atrevidamente.

Essa minoria barulhenta vai ser apeada do poder neste domingo (7).

Bolsonaro é a síntese de cada um de nós. Dos nossos sonhos, dos nossos anseios. Da nossa dignidade. É a salvaguarda da liberdade. A nossa e dos nossos filhos e netos.

O Brasil não será mais o mesmo a partir de segunda feira.

Os brasileiros, com a ajuda das mídias sociais, redescobriram a cidadania.

E isso não terá mais volta. Que os atrevidos tomem tenência, pois escaparam barato. Pelo voto! Que sejam gratos e ouçam o ronco das ruas e a contundência das urnas. Tendo a ordem sido mantida, responderão na Justiça por seus atos. Correram o risco real de uma convulsão social, onde as coisas poderiam ter sido muito piores.

O Brasil é maior que sua crises. Nós, os brasileiros, estamos hasteando as nossas Bandeiras, bem no alto, garbosas e imponentes.
Bandeiras que nunca, jamais, sob qualquer circunstância ou condição, serão vermelhas!

Estamos saindo do obscurantismo político.

É "o despertar de uma nova renascença!" Novos tempos, novos dias!

Teus filhos não fugiram da luta!

Pátria amada, Brasil!

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia

Siga-nos no Twitter!

Mais de Luiz Carlos Nemetz

Comentários

Notícias relacionadas