“Vote sem ódio”, a cantilena estelionatária do PT

Esse tem sido o jargão utilizado pelos petistas, como se todas as práticas deles contra seus adversários fossem franciscanas, não é?

Quantos adversários do PT foram agredidos nas ruas? O que fazem aqueles exaltados piolhentos e peludas, parasitas das nossas universidades? Agem com amor?

Mas vamos lá... Vamos admitir votar sem ódio, mas em quem?
No partido que covardemente entregou dois atletas cubanos que pediram asilo, mas que deu asilo a um monstro assassino italiano?

No partido que destruiu nossas principais estatais, e que produziu 14 milhões de desempregados?

No partido que enviou 19 mil toneladas de arroz e 629 toneladas de feijão para Cuba, enquanto o povo do nordeste passava fome e comia ratos como lá no Piauí? (Ô nordestino... Vai gostar de apanhar na cara assim lá longe! Parece mulher de malandro!).

No partido que perdoou dívidas de países dirigidos por ditadores, e encheram os bolsos desses ditadores de dinheiro enquanto aumentava os nossos impostos e nos sufocava?

No partido que superfaturou todas as obras que fez, e que descarregou a roubalheira em cima do nosso povo, deixando-nos em situação de miséria?

No partido que deu de mão beijada uma refinaria para a Bolívia e comprou outra em Pasadena por 10 vezes o valor que ela valia?

No partido que alimentou centenas de ONGs fantasmas e ninguém sabe onde esses milhões de reais foram parar?
No partido que usou o BNDES para ajudar seus amigos milionários, como Eike Batista, injetando milhões de dólares neles e depois cobrou da gente a conta?

No partido que mentiu pra nós sobre a autossuficiência em petróleo e que aumentou exponencialmente a nossa dívida interna, pegando dinheiro com bancos privados a 19% de juros, para pagar uma dívida externa onde pagávamos com 2% de juros ao FMI, num claro enriquecimento dos banqueiros, mas com a conta paga por nós?

No partido que financiou obras como hidrelétricas, metrôs, portos, pontes e etc em outros países e depois perdoou as dívidas, enquanto nossas rodovias, hospitais e escolas viravam escombros?

No partido que transformou empreiteiras em operadoras de propinas, e tornou nosso país conhecido internacionalmente como o paraíso dos corruptos?

No partido que aparelhou nossas instituições públicas e fez do nosso judiciário o lixo que ele é, na sua mais alta instância?

No partido que apoia uma ditadura sanguinária como a da Venezuela, que produziu milhões de de miseráveis e esfomeados?

No partido que comprou a consciência de artistas salafrários que se beneficiaram de isenções fiscais para fazerem propagandas do governo?
Olha só... Se depois de tudo isso você ainda vier com esse papo de "votar sem ódio" nessa facção criminosa travestida de partido, o seu problema é não ter amor próprio, não ter dignidade e nem vergonha na cara. É não ter hombridade e muito menos patriotismo. E apenas estará confirmando que você é um ser da pior espécie, abjeto, desprezível e dispensável para o nosso país, e que não merece ser chamado de brasileiro, e sim de CANALHA.

É só mais um vagabundo miserável que somente pensa no próprio umbigo, que não tem qualquer mínimo senso de coletividade e cujo único objetivo é ganhar sem esforço e sem produzir, espelhando a sua inutilidade como eleitor e como pessoa. E garanto que não tem a coragem de olhar nos olhos dos seus filhos... se tiver alguma vergonha pelo país que estará entregando a eles.

Pode votar neles. Mas continue chafurdando na lama que bem merecidamente você está.

*Publicado originalmente no Blog do autor: O Porrete Alado

Siga-nos no Twitter!

Mais de Marcelo Rates Quaranta

Comentários