Zanin reaparece para novo revés em processo que deve levar Lula para presídio comum, onde finalmente cumprirá a sua pena

Lula deve finalmente virar um mero presidiário comum, sem regalias e benesses.

Logo após o pleito eleitoral o processo do presidiário Luiz Inácio Lula da Silva que versa sobre o malfadado Sítio Santa Bárbara, em Atibaia, que o petista ainda tem a cara de pau de negar a propriedade, deverá finalmente ser julgado.

A fase de alegações finais está em seu deslinde, indo em seguida os autos para as mãos do juiz Sérgio Moro que já poderá proferir a sentença.

Tudo indica que o réu será condenado.

No desespero, a defesa do meliante, tenta um derradeiro recurso para tirar o processo das mãos de Moro.

Para o abobalhado Cristiano Zanin, o juiz Moro “não tem competência para julgar o caso” depois que a Segunda Turma do STF decidiu retirar do magistrado a relatoria de trechos de delações da Odebrecht.

Novamente, o advogado de Lula deve amargar derrota. Mais uma.

A Procuradoria Geral da República (PGR) já se manifestou e foi contra a procedência do recurso.

Para a PGR, a pretensão não pode ser acolhida porque “representa indevida tentativa de, a um só tempo, burlar o rito próprio previsto para que esse tipo de pretensão seja apreciada, suprimir triplamente instâncias e violar o rol constitucional de competências da Suprema Corte”.

Nos meios jurídicos acredita-se que, caso confirmada a competência do juiz da Lava Jato, na própria sentença, em caso de condenação, Sérgio Moro deve determinar que Lula prossiga o cumprimento de 'suas penas' num presídio comum, provavelmente o Complexo Médico Penal do Paraná, onde a cela, inclusive, já está pronta e à sua espera.

Veja abaixo algumas fotos dos 'aposentos' que aguardam Lula:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça