Jogaram a toalha, mas todo cuidado é pouco...

Vigilância.

Ainda falta muito tempo até o dia da eleição.

Não há como nem porquê arrefecer a luta.

Ela só termina no dia 28/10/18, às 19:00 horas.

O “já ganhou” é um perigo tão grande quanto o “já perdeu”.

O eleitor já começou a “reforma política” pelo voto. Tornando proscritos quase todos os partidos e as lideranças tóxicas.

Ninguém vai tornar o Brasil um feudo autoritário e nem impedir o avanço do nosso destino, de ser um país decente para se viver, com respeito e tolerância à diversidade.

O Brasil “não cabe em nenhum abismo”.

Essas eleições vão nos tornar mais maduros e representa a retomada da nação ao cenário político, discutindo, militando, participando ativamente.

A população percebeu que quem não toma o seu destino nas mãos, permite que outro o faça.

Estamos no meio de uma revolução sem sangue. Re-evolução.

E neste momento a única saída que a arrogância atrevida do PT nos oferta, é a eleição de Bolsonaro.

Vamos concluir essa fase do processo, integralmente.

Com disciplina, empenho, participação, voto a voto, até o último minuto.

Dia 1º novembro será uma nova fase.

Ninguém vai dominar os brasileiros na “marra”!

Ninguém!

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia

Siga-nos no Twitter!

Mais de Luiz Carlos Nemetz

Comentários

Notícias relacionadas