Como será o reencontro entre Haddad e Lula no dia 29 de outubro?

Vão chorar abraçados...

A peça teatral montada pelo PT tem o seu último e definitivo ato no próximo dia 28 de outubro.

Enfim, a encenação pode acabar, não terá mais nenhum sentido.

A cena número 1, a questão do golpe, com o impeachment de uma mulher honesta e honrada, teve um desfecho fantástico. As urnas provaram que não houve o golpe, cassaram na marra os direitos políticos da dita mulher e demonstraram que honradez e honestidade não são atributos que lhe pertencem.

Da mesma forma, por todo o país, aqueles que vinham há muito tempo insultando o trabalho da Operação Lava Jato, receberam a reprimenda popular. Até mesmo os irmãos Viana, do pequeno Acre, foram humilhantemente massacrados.

Lindbergh Farias, Eduardo Suplicy, Fernando Pimentel, Zeca do PT e tantos outros, sofreram derrotas estonteantes.

A assepsia, obviamente, não foi completa, mas foi significativa.

A cena número 2, a prisão do grande vilão, o corrupto e lavador de dinheiro, teve após o evento da prisão, tímidos protestos de seus insanos seguidores. O desfecho definitivo será a sua derrota no pleito eleitoral.

E a cena final prevista para o dia 29 de outubro, o encontro entre criatura e criador, os vilões massacrados pelo povo.

Dentro da cadeia, ambos vão chorar abraçados e finalmente perceberão que a sociedade não acreditou na cantilena de que o bandido foi condenado sem provas.

É o triunfo do juiz Sérgio Moro, o pleno êxito da Operação Lava Jato e a vitória da verdade.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas