Janaína destrói argumentação petista e demonstra que foi o PT que utilizou “robôs” no WhatsApp

Não é de hoje que o PT segue os ensinamentos de Lênin:

“Acuse os adversários do que você faz, chame-os do que você é”.
Na Lava Jato, por exemplo, tentaram de todas as formas enfraquecer e desmoralizar o juiz Sérgio Moro. Foram infindáveis os “Fake News” contra o magistrado.

Sem escrúpulos, envolveram até mesmo o pai do juiz e a esposa nas perversidades assacadas. Fizeram todo o tipo de acusação e inventaram inúmeras mentiras, visando desacreditá-lo e assim afastá-lo dos processos contra o meliante Luiz Inácio Lula da Silva.

Presentemente, visando algum dividendo eleitoral, o medíocre Fernando Haddad admite que Sérgio Moro "ajudou o Brasil". Veja o vídeo:

Mais recentemente, repetiram a estratégia contra a jovem juíza Carolina Lebbos. Não respeitaram a magistrada, não respeitaram a mulher.

Aliás, não respeitam nada e nem ninguém, são extremamente covardes e inescrupulosos.

A própria Janaína Paschoal foi vítima da ira insana desses pilantras. Ela sim uma mulher honesta e honrada, mas que foi atacada sem dó, na tentativa de desconstruir a sua brilhante atuação no impeachment de Dilma Rousseff.

As urnas deram a resposta, tanto para Janaína, quanto para Dilma.

E coube justamente a Janaína Paschoal decifrar mais uma safadeza que o PT, em conluio com o panfleto denominado Folha de S.Paulo, tenta armar, acusando o candidato Jair Bolsonaro, indiscutivelmente protagonista da maior campanha eleitoral popular voluntária da história do Brasil.

A advogada e deputada eleita enumerou cinco pontos e apresentou a prova de que o PT, como dito, segue os ensinamentos de Lênin.

1) Li a AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) proposta pelo PT em face da Chapa Bolsonaro/Mourão. Não há nenhum documento a instruir a denúncia. O PT se baseia unicamente na matéria da Folha, que não apresenta documento nenhum!
2) Tanto é verdade que a ação se baseia em nada, que solicita busca e apreensão em empresa, cujo sócio declarou apoio a Bolsonaro. Ora, declarar apoio, agora, é crime?
3) Em entrevista, o candidato Haddad chegou a falar em prisão de Bolsonaro. Ao fazê-lo, mencionou uma matéria na Revista Piauí. Fui conferir a matéria. Simplesmente não traz nenhuma ilicitude!
Veja Aqui a matéria mencionada pelo poste ungido por Lula
4) Na ação proposta hoje (mesmo dia da publicação da materia), sem nenhum alicerce, o PT fala no uso de robôs por parte da campanha de Bolsonaro. No entanto, mensagem padrão saiu de grupo que apoia Haddad e não o contrário... vejam o exemplo abaixo.
5) O tumulto gerado foi muito grave, ao que tudo indica, sem qualquer consistência. Fala-se em contratos milionários, propõe-se uma ação e não se apresenta nada! Ainda não consegui entender se querem apenas criar um fato, uma justificativa para a provável derrota, ou censurar...
Parece óbvio que tudo não passa de esperneio de derrotado e de quem não respeita a democracia.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Otto Dantas

Comentários

Notícias relacionadas