Envolvidos no escândalo da JBS selam união entre PSDB e PT para evitar 3ª via

O PSDB e o PT são efetivamente ‘farinha do mesmo saco’.

Fingem brigar, mas sempre se alternam no poder e, sem qualquer constrangimento, se unem quando percebem a ameaça de surgimento de uma 3ª via.

Adoram propina e idolatram uma boa falcatrua.
O estado de Mato Grosso do Sul é um excelente exemplo desta cruel e repugnante realidade.

O tucano Reinaldo Azambuja, atual governador, candidato a reeleição, envolvido até o pescoço em escândalos de corrupção, e o petista Zeca do PT, apontado por Joesley Batista como precursor do esquema de propina da JBS, derrotado na eleição para o senado, onde amargou uma desonrosa 5ª colocação. Ambos estão juntos, unidos, firmes e fortes. Velhos companheiros.

Zeca anunciou o apoio do PT ao PSDB.

Uma pouca vergonha! Pura e inaceitável cretinice!

Corre o boato que o tucano, caso reeleito, nomearia Zeca secretário de estado, para que este possa manter o foro especial, que perde em janeiro, com o fim de seu mandato de deputado federal.

Assim, se tudo der certo e a tramoia funcionar, tucano e petista estarão juntos à frente do governo de Mato Grosso do Sul. Se der errado, certamente poderão ir juntos, de mãos dadas, para o xilindró.

Lívia Martins

Articulista e repórter
livia@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Lívia Martins

Comentários

Notícias relacionadas