Haddad deve encerrar a campanha com derrota e inúmeros processos por danos morais

Fernando Haddad terá que finalmente acordar cedo a partir do próximo ano.

Vai ter que trabalhar para sobreviver e honrar as indenizações por danos morais que certamente será condenado a pagar.

Sem “boquinha”, talvez o petista tenha que voltar a dar aulas. É o que lhe resta.

Só esta semana, foram anunciadas duas ações milionárias contra o “professor”.
Uma do empresário Luciano Hang, dono da rede de Lojas Havan, a quem Haddad e o PT caluniaram gravemente e sordidamente em seus programas eleitorais.

Outra do general Hamilton Mourão, vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro.

Haddad afirmou em seu programa político e em entrevista no programa Roda Viva que o general havia sido um dos torturadores do cantor Geraldo Azevedo, em 1969.

Uma mentira deslavada.
Em 1969, Mourão tinha apenas 16 anos de idade e era estudante do Colégio Militar de Porto Alegre.

Mourão já anunciou que irá processar o devasso disseminador de Fake News.

Veja o vídeo:

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política