É Chegada a Hora - unamo-nos

Ao meu semelhante, só o que dele espero

Ao meu povo, à minha nação Una.

Poucas horas nos separam da eleição daqueles que representarão o povo brasileiro todo.

Seja lá quais forem os candidatos que receberão tal carga de responsabilidade, que encontrem ambiência propícia ao início de seus esforços a bem de todos nós.

É salutar que haja opções de representantes tão diferentes entre si. Opostos, avessos, divergentes. Afinal, somos nós todos iguais? Há entre nós o caráter da homogeneidade?

Se "diversidade" é o atributo mais marcante do povo brasileiro, é natural que haja candidatos marcantemente distintos entre si.

Está tudo certo.

Sugiro aos eleitores de cada candidato, que concentrem vosso pensamento em projeção à torcida pela realização de um país melhor, independentemente dos representantes eleitos.

Que encontremos em nós pelo menos, o volume de indulgência e tolerância que merecemos, para dedicar aos candidatos todos e seus simpatizantes.

Seremos todos mais felizes se houver alguma confiança, mínima que seja, nos desígnios daquele que encandeia o sol, sopra o vento, cintila as estrelas feitas pirilampos na noite escura...

Sejam nossos pensamentos, desejos, anseios, torcida e respeito, lampejos de fé e da certeza de que o leme dessa grande nau sempre esteve e sempre estará em mãos aptas ao zelo global.

Que nunca mais, nem por um segundo, percamos a noção de que o nosso papel nesta trama universal é irrelevante ao comando e determinação do destino; de que somos passageiros ordinários de papel secundário, e que devemos ao comandante a gentileza de não atrapalhar o andamento dos trabalhos. Considerando a mais absoluta incompetência e inaptidão à determinação de qualquer coisa fora das nossas ínfimas possibilidades que nos caracteriza, naturalmente.

Que possamos todos reconhecer nossa pequenez, para então poder entender que todo semelhante merece tanto respeito e consideração quanto almejamos pra nós.

O momento é de serenar.

Unamo-nos.

Muito obrigado.

Bom fim de semana.

João Henrique de Miranda Sá

Jornalista independente em Campo Grande - MS.

Siga-nos no Twitter!

Mais de João Henrique de Miranda Sá

Comentários

Notícias relacionadas