Fernanda Lima levanta "palanque do PSOL" no Projaquistão (veja o vídeo)

Apesar de todo o alarde das esquerdas sobre a manipulação da Rede Globo e como a emissora foi uma das grandes responsáveis pelo "golpe", a apresentadora Fernanda Lima resolveu deixar mais claro do que nunca que a gritaria não passa da velha tática leninista: Acuse-os de fazer o que você faz, de ser o que você é.

Fernandinha resolveu cortar as amarras do bom senso e destilar um discurso de adolescente DCE que, como todo discurso desse tipo, não passa de uma amontoado de jargões juvenis embasados em falsas premissas, quando não embasado em absolutamente nada. A apresentadora convidou os telespectadores a derrubar o "sistema", mas é claro, sem sair do conforto opressivo do Projac, em uma das empresas mais endinheiradas do país.

Enquanto chamam os conservadores de lunáticos conspiracionistas por alegarem que a Rede Globo é uma auxiliar da extrema esquerda, principalmente em pautas globalistas encomendadas pela ONU, usam a emissora para fazer exatamente tudo aquilo que os conservadores apontam. E é claro que a ladainha veio logo após a eleição de Jair Bolsonaro. Uma manifestação política pouco espontânea, diga-se de passagem.

"Chamam de louca a mulher que desafia as regras e não se conforma. Chamam de louca a mulher cheia de erotismo, de vida e de tesão. Chamam de louca a mulher que resiste e não desiste. Chamam de louca a mulher que diz sim e a mulher que diz não. Não importa o que façamos nos chamam de louca. Se levamos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós e todos vocês. Nossa luta está apenas começando. Prepare-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso?"
Perder uma eleição não foi o suficiente para as esquerdas do Projaquistão, que insistem em "lutar" com a mesma retórica besta que os levou à derrota em outubro passado. Insistindo no erro, os "tolerantes" da Globo agora perdem audiência, e continuarão perdendo enquanto insistirem em não ouvir o recado das ruas. Amor E Sexo caiu até 60 pontos de audiência em regiões como Florianópolis e passou de 16,7 para 10,4 na média de audiência nacional.

O recado está dado.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Siga-nos no Twitter!

Mais de Amanda Acosta

Comentários

Notícias relacionadas