O Ministério da Saúde no Governo Bolsonaro: Cuidado com os Médicos!

Escrevi outro dia que “é mais fácil encontrar um cabeleireiro de mulher que não seja gay do que um médico brasileiro envolvido com saúde pública que não seja comunista”.

Usei outros termos, termos outros que não ficam bem aqui nestas linhas porque não vai faltar um cretino petista, talvez até mesmo formado em Medicina, para escrever nos comentários:

“Ai que horror, gente, um médico dizendo estas coisas...”
Vamos ao que interessa: minha “missão” aqui é alertar o Presidente Jair Bolsonaro para que olhe para Saúde Pública da mesma maneira (até com mais rigor) que olha para Educação.

A Coordenação da Saúde Pública está, repito mais uma vez, apodrecida, infectada, fedendo de tão tomada que foi pela pior legião de vagabundos petistas que pode existir no Brasil junto com professores e juízes – são os médicos petistas, do PSOL e PC do B.

Um médico petista é uma excrecência, é um lixo que não merece qualquer tipo de apreço nem consideração por parte dos pacientes e colegas. Foram eles, os médicos comunistas que, lá atrás, com Sérgio Arouca (um fanático do PC do B), trouxeram para o Brasil a ideia de SUS – ideia que nasceu na Conferência Mundial de Saúde de Alma-Ata, na antiga União Soviética, em 1978.

O SUS, eu já disse e vou repetir, não é um sistema de saúde, é um sistema de crenças, é uma religião. Na verdade é uma religião de fanáticos que não sabem pensar em Saúde Pública usando de outro modelo que não seja o SUS.

“O SUS é parte da Constituição”, dizem os “comunistas light”. Sim, eu sei: e daí? Muita barbaridade já esteve escrita nas Constituições Brasileiras. O SUS é só mais uma delas e vai ficar na História como comunismo aplicado à Saúde Pública.

Existe uma transição epidemiológica que, há décadas, vem ocorrendo no Brasil. No Brasil e no Mundo! Não são mais as doenças infecciosas “devido às baixas condições de renda as que mais matam no nosso país.” Chega de Marxismo aplicado à saúde! Até quando o Ministério vai ficar abrindo postinho e vacinando índio? Índio agora tem celular e já sabe, pelo Google, o que é endoscopia, cateterismo cardíaco, tomografia….

A Rede Hospitalar, eu vou repetir mais uma vez, foi destruída por marginais, por vagabundos petistas, alcoolistas e maconheiros do PT, PSOL e PC do B. Esta gente colocou imbecis analfabetos, tarados, pederastas e assediadores em cargos de chefia, roubou tudo que podia, perseguiu funcionários e destruiu toda infraestrutura de atendimento ROUBANDO BILHÕES da Saúde Pública.

O Brasil MATOU seus hospitais!
A população brasileira está doente e precisa de hospital. Ela vive uma epidemia de trauma decorrente do genocídio provocado pelo crime organizado, proliferam as doenças cardíacas, há uma epidemia de obesidade, de diabetes, de hipertensão, da pqp!!!

Há uma epidemia de qualquer coisa que não pode ser resolvida dentro de barraca do Exército na Amazônia!! Aumenta cada vez mais o custo e a complexidade dos tratamentos necessários e as pessoas encheram o saco de “aceitar o básico”. Ninguém quer o “básico” para sua mãe e para o seu filho. Para sua família você quer tudo que for possível e agora quer isso num país com a Rede Hospitalar destruída pelos Vagabundos Petistas!

Um Vagabundo Petista formado em Medicina, um Macomédico (mistura de médico com maconheiro) do PSOL quer o quê?? Aleitamento Materno para o cara que levou um tiro de fuzil?? Quer vacinar o sujeito com Acidente Vascular Cerebral?? Quer aferir o ganho de peso e colocar inseticida na casa do sujeito com Infarto Agudo do Miocárdio?

O SUS não está errado, ele É errado, mas se não for possível acabar com ele dentro da Lei, que pelo menos se afaste do Ministério da Saúde qualquer marginal formado em Medicina que continue dizendo que “saúde é transformação social”. Essa gente, depois de ter trazido falsos médicos cubanos ao Brasil, é capaz de querer trazer médicos verdadeiros; só que chineses.

Nós precisamos, o mais rápido possível, de uma “Saúde Pública Sem Partido”.
Fica apenas o aviso para que o Presidente Bolsonaro não pense que os médicos brasileiros comunistas dentro do Ministério da Saúde são iguais às criancinhas que os vagabundos petistas levam para tocar homem nu em exposição de “arte” em Porto Alegre.

As crianças nós podemos salvar. Os médicos petistas são os pilantras que querem convencer o Brasil de que a “criança não precisa ser salva” e que tocar homem nu é muito “saudável pra ela”.

Milton Pires

Médico cardiologista em Porto Alegre

Siga-nos no Twitter!

Mais de Milton Pires

Comentários

Notícias relacionadas