Juíza Gabriela não dá chance para o abobalhado Zanin

Sem chances, para o advogado Cristiano Zanin.

Ele até que é esforçado, mas falta-lhe conhecimento jurídico.

Nesta quarta-feira (14) o ex-presidente Lula irá depor com o sabor de uma nova derrota.

A magistrada indeferiu pedido para que Lula fosse interrogado novamente no processo sobre a acusação de pagamento de propinas pela empreiteira Odebrecht.

Os autos estão quase prontos para a sentença e notoriamente a intenção da defesa era meramente protelatória.

Para justificar o pedido de um novo depoimento, os advogados de Lula apontaram o afastamento do juiz Sergio Moro de suas funções à frente da Operação Lava Jato para assumir o Ministério da Justiça no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

A defesa afirmou que, além do contato presencial com o julgador ser “fundamento para o exercício do contraditório”, o depoimento de Lula colhido por Moro “não permitiu o exercício da autodefesa”.

A juíza, entretanto, não concordou. Em despacho, ela salientou que a defesa não apontou eventual prejuízo na sentença a ser proferida por outro magistrado.

“Os depoimentos das testemunhas e dos acusados foram todos gravados em mídia audiovisual e estão à disposição do juízo, que irá analisá-los oportunamente, antes da prolação da sentença”, pontuou a magistrada.
Sem dar qualquer chance para Zanin...

Fonte: Veja

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça