Bolsonaro e a rasteira no governo cubano

Parece que a reação cubana em anunciar a sua saída do programa Mais Médicos, em função de declarações que haviam sido dadas por Jair Bolsonaro, era tudo o que presidente eleito almejava, para providenciar o contra-golpe.

O jornalista Domingos Fraga em seu blog no portal R7 faz a conta:

O Brasil gasta, por mês, R$ 95.984.640,00 com os cubanos. Dessa grana, R$ 70.988.640,00 ficam para o governo do presidente Miguel Díaz-Canel. Ou seja, mais de R$ 850 milhões anuais.
Bolsonaro já avisou:
"Temos que dar o asilo às pessoas que queiram. Não podemos continuar ameaçando como foram ameaçadas no governo passado. O cubano que quiser pedir asilo aqui, vai ter."
Assim, conclui o jornalista, Cuba além de perder quase R$ 1 bilhão por ano, “ainda corre o risco de passar pelo constrangimento de ter muitos médicos abandonando as regalias e encantos do regime socialista”.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Saúde