Chanceler de Lula provoca chanceler de Bolsonaro e recebe resposta inesperada sobre “possíveis falcatruas”

O ex-ministro das Relações Exteriores do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Celso Amorim, resolveu deixar a ética de lado e mexer onde não devia.

Atreveu-se a provocar Ernesto Araújo, futuro ocupante do cargo no governo de Jair Bolsonaro.

Disse que a escolha do presidente eleito representa um retorno a idade média.

Amorim está com uma enorme ‘dor de cotovelo’. Esvaindo-se em despeito e inveja.

Recebeu como resposta tudo o que não gostaria de ouvir. Uma grave ameaça.

Araújo prometeu fazer um “exame minucioso da ‘política externa ativa e altiva’ em busca de possíveis falcatruas”.

Certamente, o petista ficou amedrontado.

Se o exame realmente for minucioso, muita coisa errada será encontrada.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política