Para Toffoli, salário de R$ 33,7 mil é indigno

Enquanto se fala em pautas como reforma da previdência, diminuição dos gastos públicos, combate à inflação e tantas outras questões que são fundamentais para que o Brasil saia da crise, para o presidente do STF, Dias Toffoli um salário de R$ 33 mil é indigno e inaceitável para um membro do STF.

Após Michel Temer ter sancionado o projeto de lei que prevê o aumento imoral de 16% nos salários dos ministros do STF, Toffoli afirmou em evento em Brasília que esse foi o “O 1º desafio complexo vencido” e que a decisão é o “regaste da dignidade da magistratura e do Ministério Público”.

Numa clara chantagem feita pelo Poder Judiciário, a decisão previa que os juízes abrissem mão do auxílio-moradia. Entretanto, os juízes continuaram recebendo o auxílio quando não moram em seu local de atuação.

“Cortes na carne” são apenas nas casas dos mais pobres.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça