Autor de obra renomada sobre o regime militar desautoriza comparação do governo Bolsonaro com ditadura

Elio Gaspari, autor de uma obra monumental em cinco volumes sobre o regime militar brasileiro, fez uma comparação entre os "generais da ditadura" e os "generais da democracia". Para Gaspari, com a nomeação do quadro de militares de Bolsonaro, o presidente eleito conseguiu algo inédito e que não permite qualquer comparação com o regime militar. Diz ele:

"Santos Cruz junta-se aos generais da reserva Hamilton Mourão (vice-presidente) e Augusto Heleno (Segurança Institucional) na equipe que trabalhará no Planalto. Bolsonaro, o chefe de todos eles, é um capitão reformado que chegou à Presidência pelo voto. Essa circunstância desautoriza qualquer comparação automática com os poderes palacianos durante a ditadura."
Gaspari afirma ainda que, é "indiscutível" a melhora do padrão, considerando-se que um dos antecessores de Santos Cruz foi o deputado Geddel Vieira Lima, hoje preso. Segudno ele, ainda, a presença de militares no governo é normal.
"A presença de militares da reserva no coração do Planalto durante um governo eleito é jogo jogado, desde que cada um saiba o tamanho de sua cadeira."

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política