Nêumanne define Toffoli: “advogadinho do PT”, “babaca” (o mal maior será a soltura do grande canalha)

Não parece que tenham todos entendido o que quer a sociedade. Há pelo menos um núcleo neste Pretório nada Excelso (Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello) que se lixa para o que é justo ou imoral, o que é certo ou errado, o que é legal ou ilegal, constitucional ou inconstitucional, o que quer e o que não quer a sociedade trabalhadora e honrada que lhes paga os elevados salários.

Não direi que Celso de Mello (que Saulo Ramos, em seu livro de memórias o chama de “juizinho de merda”) pertence a este grupo, mas seu desprezo pelo clamor social é antigo e reconhecido: vide o seu desprezo à opinião pública no julgamento do mensalão - quando desempatou a votação em favor dos “embargos infringentes”, mais uma podre jabuticaba brasileira, que tanto favoreceu os corruptos do PT – e nesta quinta-feira (29), quando fez coro com o que existe de mais repugnante nesta suposta corte de justiça, votando pela abertura das cadeias para corruptos de colarinho branco, num claro golpe na Lava-Jato e na sociedade honrada.

E, preparem-se: o mal maior que esta gente faz ao saneamento moral está próximo de acontecer: a soltura do Grande Canalha, o Princeps Corruptorum, que virá na próxima semana.

Depois disso, a campanha de desmoralização da Justiça perante o mundo será intensa: “Vejam, Lula só foi preso para não concorrer às eleições. Passada as eleições, não há mais razão para manter Lula na cadeia. Por isso, o soltaram.” será o mantra a ser entoado ao mundo pela máquina de mentira do PT.

Este crime nós podemos atribuir antecipadamente aos ‘juízes’ de merda togados em gabinetes presidenciais de presidentes (em geral, corruptos) amigos.

Pobre Brasil, que tem uma suprema corte desta qualidade.

Triste Trópicos!

(Texto de José J. de Espíndola. Engenheiro Mecânico pela UFRGS -- Mestre em Ciências em Engenharia pela PUC-Rio -- Doutor (Ph.D.) pelo Institute of Sound and Vibration Research (ISVR) da Universidade de Southampton, Inglaterra -- Professor Titular da UFSC, Departamento de Engenharia Mecânica, aposentado)

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Direito e Justiça