Fim da farra: Após a posse de Bolsonaro, Lula irá para um presídio

Desde a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o país assiste a um cidadão, mesmo na condição de presidiário, receber um tratamento diferenciado e extremamente privilegiado em relação aos demais cidadãos brasileiros, na mesma situação.

Lula conseguiu a proeza de comandar uma campanha eleitoral de dentro do xilindró, recebendo semanalmente um candidato a presidente da República - travestido de advogado – e inúmeras outras figuras, inclusive a própria presidente da legenda denominada PT, hoje sabidamente uma articulada Organização Criminosa.

A partir do próximo ano, com a posse de Jair Bolsonaro, essa mamata finalmente vai acabar.

Diz a coluna Radar da Revista Veja, que o presidente eleito tem reiterado aos mais próximos, que quer que Lula seja transferido para uma prisão do Exército, tão logo tome posse em janeiro.

Certamente, num presídio militar, o petista ainda terá um tratamento diferenciado, em função da condição de ex-presidente da República, mas com certeza cessarão as frequentes e impertinentes visitas e as constantes algazarras de seus ‘comparsas’.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários

Leia mais...

Mais em Direito e Justiça