Lula, Maria do Rosário, Jean Wyllys e Preta Gil são testemunhas arroladas por Adelio

Caso não cole a tese de que é “louco”, “débil mental” e retardado, que os advogados tentam demonstrar na Justiça, a preparação de Adelio Bispo de Oliveira para um eventual julgamento no Tribunal Popular do Júri está em pleno andamento.

Para tanto, o advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior revela quem foram às pessoas arroladas como testemunhas para participar do julgamento com depoimentos favoráveis ao criminoso. O ex-presidente Lula, o deputado federal Jean Wyllys, a cantora Preta Gil e a deputada Maria do Rosário.

Zanone explica que arrolou essas quatro figuras por serem consideradas por ele desafetos do presidente eleito.

Por outro lado, o advogado não dá explicações convincentes sobre quem estaria pagando os seus honorários, alegando que não revela para preservar o sigilo profissional e a integridade física do contratante, que, segundo ele, ‘corre risco de morte’.

Vale lembrar que Zanone já advogou para integrantes do PCC.

São por essas razões que o futuro ministro Sérgio Moro sustenta como foco o combate ao crime de lavagem de dinheiro, com o objetivo de asfixiar as organizações criminosas.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Mais de Otto Dantas

Comentários

Leia mais...

Mais em Direito e Justiça