O 1º embate entre Gleisi e Carla Zambelli

A senadora Gleisi Hoffmann, que a partir do próximo ano estará rebaixada para deputada federal, definitivamente não terá vida fácil na Câmara dos Deputados.

Oponentes aguerridas estarão a lhe oferecer combate.

A ativista Carla Zambelli, deputada eleita pelo PSL, neste final de semana no Twitter deu uma pequena demonstração de como será o comportamento das mulheres empoderadas da direita em relação às mulheres da Orcrim.

O presidente eleito Jair Bolsonaro em pronunciamento para a Cúpula Conservadora da Américas declarou o seguinte: “Ou mudamos agora o Brasil, ou o PT volta com mais força”.

A petista, em reação a declaração de Bolsonaro, postou o seguinte no Twitter:

“Nós estaremos sempre no Brasil, na política brasileira, pra evitar q vocês o destruam, matem pessoas, preguem a moral que não exercem. Vamos estar sempre ao lado do povo, de onde nunca saímos. E menos pretensão, podem querer, mas ñ vão acabar com a esquerda.”

Não demorou 15 minutos para que viesse a resposta fulminante de Carla Zambelli:

“A Gleisi Hoffmann está dizendo que o PT vai continuar no Brasil “para evitar que Bolsonaro mate pessoas”.
Não é piada...
Falando nisso, a delação do Marcos Valério está aí. Em breve, saberemos quem mandou matar Celso Daniel. Isso se não tentarem matar o Valério antes...”
da Redação

Comentários