Maduro chama Mourão de "covarde" e "cara de louco"

Após receber alguns 'teco-tecos' e ajuda financeira da Rússia, o ditador venezuelano, agora, parece querer mostrar suas 'garrinhas'.

Na última segunda-feira (10), Maduro afirmou que acredita que os Estados Unidos estaria planejando tirá-lo do poder e assassiná-lo, além de que, Brasil e Colômbia estariam apoiando tal artimanha.

Em entrevista coletiva concedida pelo tirano, nesta quarta-feira (12), em Caracas, Maduro acusou o futuro vice-presidente brasileiro, Hamilton Mourão, de pretender invadir a Venezuela e disse que o mesmo tem "cara de louco".

"No governo [brasileiro] que se inicia, um é mais louco do que o outro. Há um vice-presidente, um general, se chama Hamilton Mourão. Ele age como um presidente paralelo. Todos os dias fala de política internacional. Quase não se escuta a voz de Jair Bolsonaro, o presidente eleito. Esse vice-presidente fala todos os dias que quer invadir a Venezuela. Ele tem uma cara de louco" . "Quero ver se esse louco covarde vai vir até aqui à frente das suas tropas", disse Maduro.

Sobre as ameaças que seu país vem sofrendo, Maduro enfatizou que:

"Não se enganem nunca, porque vamos dar uma lição da qual não vão se esquecer em mil anos", ameaçou.

Se o vice Mourão impõe medo só com seu rosto, imagina se Nicolás Maduro visse o General Carlos Alberto dos Santos Cruz.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Comentários