Jornalista detalha todo o preconceito do Catraca Livre contra futura ministra evangélica

Jornalista pede insalubridade por ler Catraca Livre

Durante o programa Morning Show, da Jovem Pan, desta sexta-feira, 14, os apresentadores e comentaristas dissertavam sobre a repercussão da experiência da futura ministra Damares Alves sobre a história de ter visto Jesus em uma goiabeira e as chacotas que recebeu.

Um dos jornalistas, Caio Coppolla, comentou que alguns setores da mídia partiram para o assassinato de reputação da futura ministra, debochando do caso e distorcendo fatos covardemente, como fez o site esquerdista Catraca Livre, criado pelo jornalista Gilberto Dimenstein, em que tentava, com suas notícias, impor a imagem de que Damares é lunática ou aproveitadora da fé alheia.

Com um verdadeiro bombardeio de insultos, a mesma mídia não reconhece o protagonismo de Damares - como mulher, que sofreu pedofilia, chegou a um cargo de poder e que luta por direitos humanos... - ao mesmo tempo que o site diz defender pautas feministas e humanísticas em outras publicações.

Daí a indignação do jornalista em ironizar ao pedir insalubridade à Jovem Pan por fazê-lo pesquisar e ler o controverso Catraca Livre.

Veja o certeiro comentário de Caio na íntegra:

Caio encerra sua fala com uma frase de Bruno Garschagen que resume perfeitamente a situação:

Abaixo algumas matérias divulgadas pelo site Catraca Livre:

Matérias divulgadas pelo site Catraca Livre
Matérias divulgadas pelo site Catraca Livre
da Redação

Comentários