O olhar invertido de Tarso Genro, o homem que garantiu a impunidade de Cesare Battisti

No governo do meliante Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-governador gaúcho Tarso Genro era o Ministro da Justiça.

Tarso teve atuação fundamental para que Cesare Battisti conseguisse que sua extradição fosse negada pelo governo brasileiro.

Condenado por quatro assassinatos na Itália, o terrorista foi mantido no Brasil, livre, leve, solto e sem tornozeleira, por força de uma liminar concedida pelo ministro Luiz Fux e por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com relação a retirada da tornozeleira eletrônica.

Esta semana, por força de um pedido de prisão formulado pela PGR Raquel Dodge, o ministro Fux reviu sua decisão anterior e cassou a sua própria liminar.

Para Tarso, que é advogado, com seu olhar invertido, a nova decisão é política e não jurídica.

A opinião do ilustre petista não parece ser de um advogado.

Afinal, quem assassinou quatro pessoas deve ser preso e cumprir pena, mormente quando já está condenado.

Otto Dantas

Articulista e Repórter
otto@jornaldacidadeonline.com.br

Mais de Otto Dantas

Comentários

Leia mais...

Mais em Direito e Justiça