Renan joga pesado pelo comando do Senado e ataca até mesmo o jurista Modesto Carvalhosa

O senador Renan Calheiros não vai medir esforços, nem infâmias, para conquistar a presidência do Senado Federal.

Qualquer um outro dos 81 senadores da casa é melhor e menos prejudicial ao país do que Renan Calheiros.

O resultado vai fatalmente indicar a que veio e o que se pode esperar dessa nova composição do Senado Federal, onde dois terços das cadeiras sofreram mudança.

Na base do toma lá da cá, Renan já assegurou o apoio do PT e agregados.

Lasier Martins, um dos postulantes ao cargo, teme, com razão, que numa votação secreta, o senador alagoano transforme o jogo numa coisa ainda mais espúria, partindo para a intimidação, chantagem e oferecimento de vantagens com mais volúpia.

Assim propôs a votação aberta, totalmente transparente e muito mais democrática. Renan, evidentemente é contra. Eunício arquivou a pretensão.

Contra esta decisão, o jurista Modesto Carvalhosa impetrou Mandado de Segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o Senado eleja o seu próximo presidente em votação aberta.

Renan, infame, partiu para o ataque contra o jurista.

“Modesto Cavalhosa, respeitosamente, não sabe o que faz. Tenta espancar o Legislativo, em nome de Lasier.”

Votação aberta para o maledicente alagoano é ‘espancar o legislativo’.

Toda a atenção para que esse pústula não consiga o seu intento.

Renan na presidência do Senado é um atentado contra a nação.

O relator da ação será o ministro Marco Aurélio Mello.

Amanda Acosta

Articulista e repórter
amanda@jornaldacidadeonline.com.br

Comentários

Leia mais...