Atos por “Lula Livre” emperram por apatia da militância

O PT e agregados pressentem que necessitam retomar as manifestações pela liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Emperram numa situação dramática e traumática. Falta de dinheiro para mobilizar e motivar a militância.

Ninguém quer saber de ir para as ruas de graça.

A cúpula do PT sabe que o momento ideal para a soltura de Lula é agora, aproveitando os festejos de final de ano. Após a posse do novo governo, com o ritmo que Moro deverá impor na Lava Jato e com as novas condenações do ex-presidente, tudo ficará mais difícil.

De outro lado, Toffoli marcou a votação da questão da prisão em 2ª instância apenas para 10 de abril.

Poderá ser muito tarde...

Em abril, Lula poderá ser detentor de três condenações e mais de 50 anos de pena para cumprir.

da Redação

Comentários