Dona de agência que fez propaganda ilegal para Lula e Gleisi diz que foi ameaçada de estupro e morte

A empresária Joyce Moreira Falete, dona da agência de marketing digital Lajoy, que impulsionou propaganda ilegal de candidatos do PT no pleito de 2018, alega que quando o caso foi denunciado recebeu ameaças de estupro e de morte.

Ela definiu sua relação com o PT em apenas uma frase:

“Me sacanearam muito”.

E complementou: “Vazaram meu telefone, começaram a me ligar, ameaçando de morte, de estupro. Eu me isolei.”

Na época dos fatos, Lula, mesmo preso, ainda posava de candidato.

A divulgação de propaganda ilegal foi direcionada para o próprio Lula, Gleisi Hoffmann, Luiz Marinho (candidato derrotado ao governo de São Paulo) e Wellington Dias (governador reeleito do Piauí).

Cada influenciador digital contratado por Joyce recebia entre R$ 1.500 e R$ 6.000, de acordo com o desempenho.

Fonte: Folha de S.Paulo

da Redação

Comentários