Líder do PT na Câmara, sem ter ido na posse, diz que Bolsonaro foi hostil e posse foi um fiasco (Veja o Vídeo)

Mais uma vez a "democracia" do Partido dos Trabalhadores demonstra não aceitar a derrota obtida nas urnas e continua a destilar todo seu ódio contra o presidente Jair Bolsonaro, se negando a participar do jogo democrático.

Após a posse de Bolsonaro nesta terça-feira, o Líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta, declarou que se negará a participar de diálogos com o Governo Bolsonaro.

Pimenta disparou frases como:

"Quem quer dialogar não faz o que o Bolsonaro fez na posse ontem. A posse foi um ato de hostilidade e de propagação de ódio”.
“O Bolsonaro tem que aprender primeiro que, quando ele abre a boca, tem consequência. Não adianta mandar o funcionário desfazer o que o chefe fez”.
"O diálogo só será possível se Bolsonaro aprender a ter uma postura que não apresentou até hoje".
"A posse foi um fiasco".

As declarações de Pimenta foram proferidas após Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil, manifestar seu desejo em firmar um "pacto" com a oposição.

Isso é o PT. Um eterno "fiasco".

Veja o vídeo com a fala de Pimenta:

da Redação

Comentários

Leia mais...