Ministros do TCU rejeitam ação do governo

O efeito da ação do governo não saiu como desejado. Ou seja, o pedido do Executivo para afastar o ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, do processo que analisa as contas do governo, produziu efeito contrário no TCU.
O argumento do Palácio do Planalto de que Nardes já havia dado declarações antecipando seu voto pela reprovação das contas, não encontrou ressonância na corte de contas.
Pelo contrário, a impressão que se tem é que tratou-se de uma ação desastrada e oportunista capitaneada pelos ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Luis Inácio Adams (Advocacia-Geral da União) e Nelson Barbosa (Planejamento).
O próprio presidente do TCU, Aroldo Cedraz, já adiantou que que não vê muita possibilidade de adiar o julgamento das contas do governo Dilma em 2014,  marcado para esta quarta-feira (7).
Assim, o pedido de suspeição do ministro Augusto Nardes, parece ter sido um verdadeiro 'tiro no pé', pois despertou a ira dos demais ministros do TCU, fazendo surgir o espírito de corpo da casa.

                     https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política