Faustão entra na "dança dos famosos" (Veja o Vídeo)

Sem negar uma certa satisfação íntima, foi legal assistir ao vídeo, feito nesta segunda-feira (7), pelo apresentador Fausto Silva, o Faustão do “Domingão” tentando desdizer o que efetivamente disse.

Parecia minhoca rebolando no álcool.

É que no programa do último domingo (6), o apresentador, em tom das suas costumeiras críticas sem direção ou alvo certo ou conhecido, feitas sempre de forma aleatória, difusa, demagógica, fortuita e confusa, usou a seguinte frase para expressar sua opinião sobre a conjuntura nacional:

“- E o imbecil que tá lá e não devia estar pode até ser honesto, mas é um idiota que tá lá e tá ferrando todo mundo”.

Por lealdade intelectual, é verdade que o falastrão indiscreto, inconveniente e tagarela, não citou o nome do Presidente Jair Bolsonaro. Mas deixou de forma absolutamente implícita, a bola quicando. E a reação veio, como virá doravante, sempre na mesma intensidade e sentido contrário. Lei da física...

Quem está acostumado a análise dialética dos textos e das falas alheias, pode ter certeza que a ideia contida nas expressões expostas pelo Faustão buscou definir e distinguir claramente o governo que ora se inicia. Só não foi explicito – como não costumam ser os argumentos deste artista. Um sabonete...

Mas desta vez, ele encontrou barreiras. E que barreiras! E mais uma vez, a outrora fortaleza da TV Globo e dos seus partícipes, têm um duro encontro com a realidade.

A fala pegou mal Brasil afora e fez um tsunami na internet. Sempre tenho dito e repito: o Governo Bolsonaro tem base social, sólida, atenta, participativa e responsável. E quer respeito!

Até tempos atrás, ninguém levava a sério as estapafúrdias do Faustão. Mas agora, a realidade é outra. Estamos diante de um novo tempo. A esmagadora maioria da nação adotou comportamento diverso. E para esse time, agora a leitura funciona assim:

- A única saída possível foi o Bolsonaro. Mexeu com ele, mexeu com o Brasil. Mexeu com o Brasil, me ponho guerreiro.

Quem diria que um dia viveríamos para ver que você, eu, ou qualquer outra pessoa pudesse colocar a Globo e o poderoso e arrogante Fausto Silva no córner, gravando um vídeo todo mal produzido, em visível e constrangido desconforto, para se explicar dizendo que não disse o quê disse?

Hoje, não somente os eleitores de Bolsonaro percebem do que o Brasil se livrou. E todos sabem o grande trabalho que deu e que ainda está dando...,

Mas grande parte da classe artística ainda não acordou para a realidade. Vivem no mundo da lua, do faz de conta, da fantasia, da representação. E muitos, também do dinheiro fácil... Como diria minha mãe: “Fazem crochê em cima dos dedos”.

Em defesa do Brasil, milhões de brasileiros até então anônimos, viraram templários. Militantes gladiadores. Tendo o celular como arma.

Depois do Faustão gravar um vídeo com a boca seca, foi veiculada uma notícia nas mídias sociais (que não sei se é verdadeira ou não) dando contas que o apresentador ameaçou “não voltar ao Brasil se seguissem as agressões contra ele nas redes sociais”.

Olha, quer saber a verdade: Faria muito bem para ele, fazer um sabático para reciclagem. Para nós, espectadores de domingo, uma dádiva messiânica. Embora tenhamos que respeitar o profissional, se trata de um chato confeitado e condecorado. Metido a engraçadinho. Decadente. Ele sim, imbecil a zoar de todo mundo. Semeando a idiotice em horário nobre. Um desperdício numa concessão de TV aberta. Uma aberração intelectual e cultural. Uma negação. Durante muitos anos pensou ter o monopólio da graça. Na verdade, atualmente não passa de um cômico démodé, gritão, mal-educado, saliente e inconveniente. E comanda um programa que é um lixo.

E que não se atualiza nem se moderniza.

Pensam que ele fez um vídeo se retratando em respeito ao Bolsonaro? Ou ao seu público?

Qual o que!? Nada disso! Nunca fez e nunca faria isso se não fosse na marra! O vídeo veio pelo fato de a unanimidade dos seus anunciantes serem simpáticos ao Bolsonaro.

Que anunciante quer se indispor com um governo legítimo, forte e com apoio popular?

Tomou uma prensa. Com a perda da audiência, “bau bau” patrocinadores...

Essa gente não é boba...

O vídeo também veio, por pressão da Globo que está tal qual Dâmocles com a espada sobre a cabeça, presa por um fio de cabelo, pronta para sofrer um corte nas polpudas verbas públicas com as quais vem sendo agraciada há mais de 4 décadas. Tudo indica que os poderes, privilégios, benefícios e vantagens da "venus platinada" vão acabar.

Bolsonaro já anunciou: a distribuição da verba publicitária será reduzida e equitativa. Acabou o privilégio... A Globo tem qualidades? Claro que tem. Eu também teria com o uso abundante do dinheiro público... Só faltava não ter...

O homem do Perdidos na Noite, se viu perdidinho da Silva numa tarde de domingo.

Com o mais sincero e absoluto pedido de perdão pelo uso da expressão chula (e com certa vergonha); como diria a Dona Dica a costureira que alinhavava sabedoria:

- O Faustão cagou-se no peidar!

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Mais de Luiz Carlos Nemetz

Comentários

Leia mais...

Notícias relacionadas