Gleisi, orgulhosa, participa da posse de Maduro nesta quinta (10)

Não é de hoje que o Partido dos Trabalhadores apoia e financia a ditadura de Nicolás Maduro na Venezuela. E nesta quarta-feira (9), mesmo o partido passando por uma crise moral, com ampla perda de apoiadores e milionárias dívidas financeiras - herança da campanha eleitoral - a presidente do Partido, Gleisi Hoffmann, viajará à Venezuela em apoio a posse presidencial do perverso tirano venezuelano.

Em nota, Gleisi afirma que sua presença será como um protesto:

"para mostrar que a posição agressiva do governo Bolsonaro contra a Venezuela tem forte oposição no Brasil e contraria nossa tradição diplomática”

Gleisi ainda afirma reconhecer plenamente a eleição "democrática" do ditador:

“Em qualquer país em que os direitos do povo estiverem ameaçados, por interesses das elites e dos interesses econômicos externos, o PT estará sempre solidário ao povo, aos que mais precisam de apoio. O respeito à soberania dos países e a solidariedade internacional são princípios dos quais não vamos abrir mão.”

O que nós, brasileiros, gostaríamos é que Gleisi tivesse comprado somente a passagem de ida.

Certamente iria se dar bem no regime ditatorial de Maduro.

da Redação

Comentários

Leia mais...