A Grande Mídia se aviltando na perseguição a Bolsonaro

Dois fatos irrelevantes que foram maldosamente trabalhados pela imprensa e acabaram virando notícia hoje (11):

1) O Presidente Jair Messias Bolsonaro nomeou um amigo para uma diretoria da Petrobras.

Convenhamos, notícia seria se ele nomeasse um inimigo;

2) ONGs reagem à exoneração de uma diretora de departamento do Ministério da Saúde nomeada no governo do PT.

O que esperavam? Quem tomou posse dia 1° de janeiro foi Jair Bolsonaro e não Fernando Haddad. Notícia seria se a nova gestão decidisse manter no Governo Federal todos os apaniguados da era petista.

Será que estão faltando pautas?

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

Mais de Helder Caldeira

Comentários

Leia mais...

Mais em Política