O abraço no "capeta” revelado por Fernando Haddad

Palavras do próprio poste de presidiário: “Tive que abraçar o capeta”.

Haddad disse isso explicando o que precisou fazer para ser guindado a ‘poste’.

Esse foi o preço mais amargo pago por Haddad, segundo sua própria avaliação.

O “capeta”, conta Gabriel Mascarenhas no Radar da revista Veja, seriam alguns petistas que fizeram de tudo para tirá-lo do páreo.

Na história narrada a um amigo, o ex-candidato a presidente teria citado como exemplo de “capetas” Wadih Damous e Luiz Eduardo Greenhalgh.

Porém, o “capeta” mais contundente, aquela figura que queria roubar o seu lugar, usava saias.

Todo mundo sabe quem é...

da Redação

Comentários

Leia mais...

Mais em Política