A Vale não vale nada...

A Vale vale muito. Mas na verdade não vale é nada. No fundo, pôs no fundo a dignidade de milhares de pessoas.

Do que vale ter uma empresa que tem valor econômico mas que não respeita valores?

Que agride, mata, e provoca as maiores tragédias ambientais mundiais? Reincidente!

Que expõe a imagem do Brasil no mundo. Não há como não ficar absolutamente chocado com o drama ambiental e econômico, mas sobretudo com o massacre humano. Assassinatos!

Segundo informações, há um histórico de relatórios anunciando essa tragédia.

Há também, um descaso omissivo criminosamente engendrado na fiscalização.

Conluio criminoso entre empresa, órgãos ambientais e agentes públicos. E essa fiscalização vem sendo negligenciada há anos.

Pode procurar que atrás dos fatos ocorridos hoje em Brumadinho/MG, está a CORRUPÇÃO. E grossa! Praticada nos governos Estadual e Federal anteriores!

Fatos gravíssimos quando se trata de barragens de contenção de rejeitos.

São 31 órgãos de fiscalização no país, com milhares de funcionários públicos estáveis - de carreira e em cargos de confiança. E ninguém viu isso? Ah, viu sim! Mas calaram-$e!

Tem muita lama nessa história.

A sociedade tem o direito de saber quem são os responsáveis. Nome por nome! E estes autores de um crime preter doloso que se repete após a destruição de toda a bacia hidrográfica do Rio Doce, precisam ser identificados e presos preventivamente para interromper a continuidade delitiva.

Sim, cadeia para esses vagabundos que só pensaram em dinheiro. E intervenção estatal imediata na empresa. Com sequestro de ativos para indenizar todas as vítimas.

Sem panos quentes.

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários