Sindicato dos Comerciários de Salvador fecha lojas aos domingos: age contra a cidade e contra os filiados

O sindicato dos comerciários de Salvador (BA) conseguiu fechar as lojas de shoppings da cidade aos domingos. Alega estar protegendo a categoria que representa.

Age contrariamente ao interesse de seus próprios filiados. A medida gera desemprego e perdas econômicas para a cidade, além de ser absurda intervenção em contratos privados.

Só conseguem seu intento porque há juízes dispostos a chancelar óbvia medida contrária a tudo e a todos, contrária aos legítimos interesses de comerciários, comerciantes e soteropolitanos outros.

Para quê? Para demonstrar poder e importância?

O problema do Brasil, muitas vezes, é só a burrice, ou a burrice somada ao hábito dos desimportantes se fazerem importantes por obra de atitudes insensatas.

Aurélio Schommer

Membro do Conselho Curador na Fundação Cultural do Estado da Bahia - Funceb e Membro Titular no Conselho Estadual de Cultura da Bahia.

Comentários