Lula percebeu que “poste” pretendia assumir protagonismo no PT e optou por Gleisi

Na quinta-feira (7) foi a vez da dupla Jaques Wagner e Humberto Costa visitar o presidiário Lula.

Conversa vai, conversa vem, deram o bote. Queriam um outro nome para presidir o PT, no lugar de Gleisi.

A resposta foi instantânea e para encerrar o assunto: “Quero a Gleisi”.

Eis que a Revista Época relata que no final de 2018, quando Fernando Haddad visitou Lula em Curitiba, teria pedido abertamente a Lula para presidir o PT.

“Lula negou e anunciou que queria Gleisi, por ter, na avaliação do ex-presidente, o perfil combativo necessário ao PT e coragem para abraçar a defesa de temas impopulares — o ‘Lula, livre’ entre eles.”

Gleisi na realidade é ‘doente’ e Lula sabe disso. Haddad, por sua vez, é ambicioso, desonesto e nenhum pouco confiável. Lula também sabe disso.

Logo, que fique a Gleisi, pois Lula teve a percepção de que Haddad pretendia assumir o protagonismo do partido.

Aliás, a negativa a Haddad foi dupla. Lula também negou-lhe a presidência da Fundação Perseu Abramo.

Os canalhas se conhecem...

da Redação

Comentários