TCE

Magistrada que soltou filho traficante vai permanecer afastada do cargo, decide STF

A desembargadora Tânia Garcia de Freitas Borges, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, não conseguiu liminar para retornar ao exercício de suas funções e permanecerá afastada.

Ela chegou a ser destaque no programa Fantástico da Rede Globo por ter se utilizado do cargo para soltar o filho, preso sob a acusação de tráfico de drogas

No dia 8 de abril de 2017, Breno Solon Borges, filho da magistrada, foi preso em flagrante com 129 quilos de maconha e 270 munições, além de uma arma sem autorização.

Além da prisão em flagrante, Breno tinha contra si um mandado de prisão preventiva por outro crime, o resgate de um detento na Penitenciária de Segurança Máxima de Campo Grande.

De posse de uma decisão precária, emitida por um outro desembargador, Tânia Borges foi pessoalmente ao presídio para soltar o filho. Para tanto, ela ignorou os procedimentos legais e deu a velha ‘carteirada’, conseguindo 'na marra' a liberação do rapaz, mesmo com um outro mandado de prisão em aberto.

Um procedimento foi instaurado no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e ela acabou sendo afastada do cargo, mas continua recebendo normalmente os seus proventos

Porém, a tentativa de reassumir suas funções foi negada pelo STF.

da Redação

Comentários

Leia mais...

Mais em Direito e Justiça