Caio desmoraliza Moura e questiona: Pra quem ele vai ligar quando estiver sob ataque da tirania do crime? (Veja o Vídeo)

A conclusão é lamentável. O filme de Wagner Moura é uma farsa. Porém, pior do que isso, é o ator fazer o papel de farsante, mentindo e denegrindo o Brasil no exterior.

Tudo isso é ódio do resultado eleitoral?

É esse o comportamento de um sujeito que se diz democrata?

Enquanto a turma que viabilizou o financiamento da produção estava no poder, saqueando os cofres públicos, o Brasil era uma grande democracia.

Presentemente, com o fim das benesses, o governo eleito pelo povo, em 45 dias, na narrativa espúria de Wagner Moura, transformou o país no pior dos mundos, repentinamente deixamos de ser uma democracia.

O comentarista Caio Coppolla, fulminante e preciso, destrói o ator, outrora um grande talento, hoje um abominável e medíocre defensor de uma ideologia que ele tenta impor na marra.

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários

Leia mais...