Freixo mente sobre "descriminalização" do caixa 2 por Moro e demonstra incapacidade para interpretar textos

Como já noticiado pelo Jornal da Cidade Online, diversos veículos de mídia utilizaram uma fala do ministro Sérgio Moro para a fabricação de manchetes enganosas que induzem o leitor a crer que o ministro não considera criminosa a prática de caixa dois. Porém, Marcelo Freixo foi além.

Freixo publicou uma grosseira mentira deslavada, afirmando que Moro teria retirado do projeto anticrime a criminalização da prática de caixa dois a pedido de Onyx Lorenzoni, que admitiu ter recebido verba ilegal desta forma. Freixo "confundiu-se". A informação é falsa. O que o aconteceu é que, para facilitar a aprovação dos projetos no Congresso, a prática não será punida da mesma maneira com que se pune o crime de corrupção, previsto no Código Penal.

Freixo tentou ainda demonstrar uma suposta contradição de Moro, afirmando que, em 2017, o então juiz federal disse que caixa dois seria pior que corrupção. Entretanto, a tipificação e tratamento diferenciados para a prática não foram retirados do projeto de Moro, tornando-se simplesmente um projeto isolado e sem fazer qualquer juízo de valor sobre qual dos crimes é mais grave. Moro, inclusive, referiu-se aos dois crimes, de corrupção e de caixa dois, como "crimes graves", o que demonstra que Freixo apresenta certa dificuldade cognitiva para interpretar textos, dado que enxerga contradições onde não existem.

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários