Uso da força parece ser inevitável contra Maduro

Sanções econômicas e pressão diplomática irão repetir o erro da atitude para com Cuba. Daqui a 30 anos, Maduro estará lá, culpando os EUA e seus aliados pela miséria, firme no poder e exportando revolução.

Posso estar enganado, não tenho todos os dados, mas me parece muito improvável que o núcleo duro das Forças Armadas aceite entregar o poder a Guaidó. São criminosos que lucram milhões com o monopólio de comando do país. Não há anistia que compense isso.

Colômbia e EUA devem, em algum momento, decidir por usar a força para instalar Guaidó no Miraflores e, em seguida, termos eleições livres e limpas para virar essa triste página da história. Não creio, mesmo nessa hipótese, que o Brasil seja chamado a participar da intervenção, senão como uma força de apoio e de controle da fronteira Sul da Venezuela, função que já exerce.

A guerra não é bonita, é uma tragédia em qualquer circunstância, mas não conquistamos nossas liberdades e nossas instituições apenas com boas intenções. Exemplos históricos de necessidade de ação não faltam.

Aurélio Schommer

Membro do Conselho Curador na Fundação Cultural do Estado da Bahia - Funceb e Membro Titular no Conselho Estadual de Cultura da Bahia.

Comentários

Leia mais...