Maduro entrou no modo "tudo ou nada"

Maduro sabe o que fez. Sabe que, dentro de suas fronteiras, cometeu crimes contra a humanidade, que o farão responder perante um tribunal internacional.

Agora, prestes a causar um conflito entre as grandes potências mundias, entrou no modo "tudo ou nada". O ditador SABE que só é útil pelos "laços" que mantém com os gigantes vermelhos. Caso haja um acordo, porém, como houve na divisão da Europa no pós-guerra, passa a ser peça descartável. Ninguém vai iniciar uma guerra nuclear para preservar a integridade do seu volumoso bigode.

É um psicopata acuado, consciente do que fez e que a farra, de um jeito ou de outro, vai acabar. Só com muita sorte não terá um fim semelhante ao de Gaddafi ou dos líderes nazistas.

Ainda assim, após o genocida bolivariano, em uma medida desesperada, apontar mísseis para o Brasil, a esquerda tupiniquim teve o disparate de enviar uma carta de apoio ao ditador vizinho.

Esquerdista não tem nacionalidade, nem a menor noção de patriotismo. A luta, deles, é por poder e ideologia. Apenas!

Chegará o dia (espero que em breve) em que o comunismo será uma vergonha tão grande quanto a sua ideologia-irmã nazifascista. Ficará segregado à alguns grupos marginais, representado apenas por jovens idiotas, com desajustes sociais. Criminalizado, como deve ser.

(Texto de Felipe Fiamenghi).

Publicado originalmente no Facebook do autor.

da Redação

Comentários

Leia mais...