Bolsonaro não pode deixar Rodrigo Maia mandar no Brasil (Veja o Vídeo)

O Presidente da Câmara dos Deputados, disse em entrevista que o Presidente Jair Bolsonaro não está conseguindo governar por estar "refém de suas promessas de campanha!".

Solta um balão de ensaio tentando intimidar o governo. Quer medir seu tamanho esse "bicho da banha".

Se é que o governo está subordinado a alguém ou a alguma coisa, é com relação aos mais de 60 milhões de eleitores (e muitos outros que torcem pelo bem do Brasil). E não por ter feito "promessas", mas por ter assumido COMPROMISSOS na forma de gerenciar o Estado brasileiro. Entre esses COMPROMISSOS está o de acabar de vez com o chamado "toma lá, dá cá" entre o Poder Executivo e o Congresso Nacional, que invariavelmente termina com o loteamento dos cargos e funções públicas, em benefício de quem quer, no mais das vezes, buscar vantagens nada republicanas.

Rodrigo Maia é um velho político novo. Trás consigo um ranço do "é dando que se recebe". Chegou a insinuar que o Congresso não pode ficar adstrito à vontade do povo.

Se não atender ao interesse popular, a quais interesses o Congresso atenderia?

Os dos parlamentares?

Nas democracias, todo o poder emana do povo e em seu nome deve ser exercido. Governo do povo, pelo povo e para o povo. Essa é a regra agora! E não tem volta! Esse é o modelo que foi eleito!

Jair Bolsonaro não pode "arregar", nem ceder ou recuar! Tem base social sólida, atuante, participativa, vigilante para mudar o Brasil. É agora, ou nunca!

E não vai ser Rodrigo Maia, nem ninguém, que vai nos colocar refém do que quer que seja, que não sejam as mudanças que o país precisa.

Assista ao vídeo com minha opinião:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários