Decisões polêmicas demonstram o inigualável estrategista que é o Ministro Sérgio Moro

E pra encerrar de vez a narrativa de que o Brasil virou uma ditadura militar, o Sérgio Moro deu outra cartada: indicou uma ativista feminista, pró desarmamentista e anti Bolsonaro para fazer parte do Conselho de Política Criminal.

É um cargo voluntário, não remunerado e de certo prestígio para o currículo de qualquer um.

O que ele ganha com isso? Pluralidade! Democracia! Vozes dissonantes falando de um determinado tema, abrindo a mente de quem tem uma visão muito limitada sobre assuntos graves!

A direita grita que ela é infiltrada, a esquerda se calou porque não esperava essa abertura do governo à oposição, mas quem tem bom senso sabe que numa conversa inteligente entre dois pensamentos diferentes, ambos saem ganhando e as duas mentes se abrem mais!

Vivemos muito tempo num governo ideológico, engessado e burro. Precisamos a aprender o poder do diálogo e da inteligência.

Confiem no ministro gente...

Calma, olhem o que ele fez com o "pacote anticrime"! Ele dividiu o tema e apresentou em dois projetos para serem discutidos ao mesmo tempo, o pacote e o Caixa 2!

Toda a imprensa caiu em cima dizendo que ele tinha mudado de ideia e fizeram de conta que não entenderam a manobra política que fez as máscaras caírem no congresso.

Sabe o que isso significa?

Que a esquerda não vai votar a favor do pacote porque isso seria uma vitória do governo, então eles terão que votar separado no caixa 2 e decidir se criminaliza ou não!

Se a esquerda criminalizar prejudicará vários membros da sua cúpula porque estão denunciados por esse crime, mas se não criminalizar para aliviar para os seus, também retirará dos ombros do seu maior inimigo o peso de responder por caixa 2. O dilema da esquerda é "ser ou não ser oposição nesse caso", cobrar caixa 2 dos outros e aliviar os meus não dá! Terão que decidir!

O mesmo serve para o centrão, irão cortar na própria carne e tipificar o Caixa 2 como um crime mais grave do que já é? Terão coragem de votar e derrubar vários dos seus integrantes?

E os aliados que tem rabo preso com financiamento de campanha, irão votar a favor ou contra? Agora vamos ver quem de fato é aliado!

Sérgio Moro forçou o posicionamento dos congressistas!

Não esqueçam, Bolsonaro ganhou uma eleição dessa forma, há 6 anos ele começou a ir em programas de TV que não agregariam em nada pra ele, deu declarações polêmicas, levantou pessoas dos dois lados, passava de burro, de incapaz, lançando uma teoria que ninguém conhecia (como a relação da cárie dentária com o aborto por exemplo) ele deixava todo mundo rir, criticar e dois dias depois vinham especialistas da área e provavam que era correto. Fez isso com niobio e com os quilombolas também.

Ninguém segura Jair e Sérgio.

Assistam as cenas dos próximos capítulos, dois estrategistas!

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários