Bolsonaro para Guaidó: "esquerda gosta tanto de pobres que acabou multiplicando-os"

Durante o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro no Planalto ao lado de Juan Guaidó, autodeclarado presidente interino da Venezuela, o presidente brasileiro fez duras críticas à influência petista no país vizinho.

Culpando o partido do presidiário Lula e de Dilma pela grave situação em que a Venezuela tem passado nos últimos anos, Bolsonaro lamentou que um país tão rico, próspero e com um povo maravilhoso tenha sido vítima das atrocidades financiadas abertamente pelo Partido dos Trabalhadores.

Bolsonaro também alertou que, por pouco, o Brasil não virou uma outra Venezuela na América Latina, não fosse Deus e o povo brasileiro que notou a tempo o triste fim do estrago nacional já iniciado pelos petistas e simpatizantes anos atrás. Completando o alerta, Bolsonaro declarou:

"A Esquerda gosta tanto de pobres que acabou multiplicando-os. [...]
Nós não pouparemos esforços dentro – obviamente – da legalidade, da nossa Constituição e de nossas tradições, para que a democracia seja restabelecida na Venezuela. E todos nós sabemos que isso será possível através, não apenas de eleições, mas de eleições limpas e confiáveis", afirmou o presidente brasileiro."
da Redação

Comentários